Make your own free website on Tripod.com
Cuidados:

A CHEGADA DO FILHOTE:
Você acaba de adquirir um cãozinho e o leva para casa. Caso ainda não tenha adquirido os utensílios básicos que irá precisar, deve faze-lo rapidamente. Vasilhas de água e comida (indicado para a idade do filhote, de preferência de alumínio).
Choro das primeiras noites
Todos normalmente reclamam das primeiras noites que o cãozinho passa no seu novo lar, pois o choro, o latido sentido se fazem ouvir quase toda a noite. O que acontece na realidade é que nesse período noturno, o filhote se sente sozinho sem a companhia de seus irmãozinhos e essa mudança, para ele é sempre um "STRESS" muito grande. Durante o dia, o movimento da casa o distrai, ao ponto de não sentir na realidade, a falta dos outros companheiros da ninhada. Procure evitar isso, levando para casa um pedaço de pano, usados no canil de onde veio e forre com este a sua caminha. O cheiro de sua mãe e seus irmãos, impregnados no pano, faz com que tenha a impressão de sua presença naquele momento lhe transmitindo certa tranquilidade.

DEFINIÇÃO DO LUGAR DE DORMIR:

Prepare uma caixa espaçosa e rasa o suficiente para entrada e saída do filhote, que lhe sirva de cama de dormir. Forre com panos ou pedaço de carpete, que passam ser lavados periodicamente. Evite locais muito frios e que recebam corrente de ar, mesmo que seja por debaixo da porta. Em dias muito frios ligar lâmpada para aquecimento.
Alimentação
Até os quatro meses de idade, a alimentação deve ser servida quatro vezes ao dia, ou seja; 8:00/12:00/17:00/22:00h. Procure não deixa-lo à vontade, educando assim quanto aos horários de alimentação, retirando a vasilha de comida sempre que acabar de comer, não deixando de forma alguma resto de comida na vasilha, que rapidamente azeda e se ingerida pelo cãozinho causará diarréia e outras complicações. Você deve evitar dar-lhe restos de comida caseira, pois o tempero e muitos alimentos podem ser prejudiciais à saúde, além de não suprir, na maioria das vezes, as exigências nutricionais de vitaminas, sais minerais e proteínas de que precisa. Pode entretanto preparar sua alimentação conforme a seguir: 8:00h - Mingau com biscoitos ou pão dormido, ração umidecida com leite. 12:00- Ração umedecida com água, misturada com um pouco de carne moída cozida. 17:00- Idem almoço 22:00- Ração umedecida com leite Tome muito cuidado em lhe oferecer petiscos, pois os cães tendem a ser seletivos e podem começar a recusar a ração, querendo apenas o que agrade ao seu paladar. Após os três meses de idade, passar a dar ração seca, podendo ser misturada com um pouco de carne moída cozida ou pescoço de frango cozido e moído. Dos quatro aos seis meses, alimentar três vezes ao dia; 8:00/12:00/19:00h. Após os seis meses, alimentar duas vezes ao dia; 8:00/18:00h. Cálcio e fósforo, vitaminas A, D, E e complexo B, suplementos protéicos e sais minerais são absolutamente indispensáveis, diariamente, para que esse desenvolvimento tão rápido, que ocorre principalmente no cão da raça Fila Brasileiro, seja harmônico, seguindo sua linha exponencial. É preciso durante este período que a qualidade alimentar seja mais do que suficiente para suprir suas necessidades orgânicas sem o excesso em quantidade na alimentação, o que é prejudicial ao organismo do filhote. O rápido desenvolvimento ósseo não é acompanhado proporcionalmente pelo enrijecimento dos ligamentos e cartilagem; assim um filhote alimentado com grande quantidade de comida, uma ou duas vezes ao dia somente, além de outros inconvenientes para seu sistema gastro-intestinal, poderá ter sua linha de dorso e sua linha inferior prejudicadas na aparência ou até dorso selado e ventre flácido. Não se esqueça de manter a vasilha de água sempre limpa e fresca, à vontade do filhote.

VACINAS:

Existem certas doenças que são comuns entre os cães, e muitas delas podem ser evitadas se neles forem aplicadas as vacinas adequadas e nos períodos corretos. Por isso deve-se observar corretamente a programação de vacinas de seu cão. A vacina Firstdose é para prevenir contra as doenças Parvovirose e coronavirose. A vacina Sextupla é para prevenir das doenças parvovirose, coronavirose, letospirose, hepatite, cinomose, parainfluenza. Anti-Rábica: prevenção contra a raiva.
Verminoses
Achamos também importante chamar sua atenção para a verminose, que tem causado grandes preocupações aos criadores e sofrimento para os cães, chegando às vezes até a gravíssimas consequências, e até a morte, por isso deve-se proceder uma vermifugação adeguada, conforme recomendação veterinária. Uma visita ao veterinário é necessário para exame clínico geral , vacinas e para possiveis indicações de suplementação vitamínicas e minerais, além de um exame de fezes para identificação da presença ou não de vermes intestinais. Sugestão para uma boa vermifugação: Vermifugar com 45, 90, 180 dias Repetir semestralmente ou conforme recomendação veterinária.

DEFININDO O LOCAL DO BANHEIRO:

Muitas pessoas queixam-se de que o filhote, nos primeiros dias, faz xixi e cocô em todo lugar. Isto é realmente verdade, pois ele tem o hábito de defecar e urinar onde tem cheiro de urina e fezes, e sempre após as refeições. Você pode tentar uma folha de jornal embebida em um pouco de urina e colocar onde quer que ele faça suas necessidades. Depois de seca , esta folha de jornal carregará o cheiro da urina , que o atrairá. Faça isto regularmente, trocando o papel. Insista, pois este processo tem trazido bons resultados. Assim como a urina, as fezes tambem podem ser levemente "passadas" sobre o jornal, apenas para deixar o cheiro e o restante destas fezes jogadas fora. Esta folha deve ser colocada próximo à urina. Nunca deixe estas folhas de jornal enxarcadas de urina e nem com pedaços de cocô, pois o cão tem por hábito urinar e defecar onde tem cheiro, mas nunca onde tem poças de urina ou resíduos de fezes. Lembre-se de passar desinfetante nos locais em que não quer que o animal defeque ou urine. Isto ajuda a eliminar os cheiros que o atraem. Bater, reprimir com a mão violentamente e esfregar seu nariz no chão, não é adequado para educá-lo. Ele é muito novo e como uma criança exige paciência, e é comum que defeque e urine várias vezes ao dia, pois ainda não controla estas necessidades. Saiba que os cães são extremamentes higiênicos e inteligentes, portanto nunca coloque sua privadinha perto de sua casa ou vasilhas de comida e água, e você verá que com pouco tempo ele aprenderá.

HIGIENE:

A higiene do filhote é bastante simples, uma escova macia deve ser utilizada para escova-lo diariamente. Caso necessário, utilize talco inseticida, indicado pelo veterinário, antes da escovação, para exterminio de pulgas e carrapatos. Além de manter o pelo em excepcional estado, escovar diariamente o filhote tem também função de já habituar a um manuseio calmo, com vistas às suas futuras apresentações em exposições. A limpeza das orelhas deve ser feita com um chumaço de algodão ou cotonete úmido em álcool absoluto, com o próprio dedo, evitando que por um movimento repentino do filhote possa ser machucada sua cartilagem. Os banhos com água e sabão somente após os quatro meses, a não ser em casos excepicionais, escolhendo-se a hora mais quente do dia. Um pano úmido em água morna, é em geral o suficiente até esta idade. Depois desta idade, os banhos serão muito variáveis na sua incidência em função da temperatura, do ambiente de moradia, etc.

EDUCAÇÃO E TREINAMENTO:

A educação caseira deve ser iniciada tão logo o filhote seja levado para nova moradia. Muito carinho, elogios verbais e afagos, sempre com as mesmas palavras. Gestos de reprimenda no caso do filhote incorrer em erros. Essas reprimendas, dependendo da gravidade das incorreções, podem ir desde um "não" firme, repetido até que o animalzinho entenda (e eles entendem muito rapidamente, pois são muito inteligentes), até um castigo mais marcante, como retira-lo de sua companhia, colocando-o em seu canil por momentos, não mais que 15 minutos, após o que a mesma pessoa deverá solta-lo. O filhote deve ser tratado com carinho e também com controle. Lembre-se que o "filhotinho" não o será por muito tempo, pois em média, aos quatro meses tera quase trinta quilos, mas mentalmente será ainda quase um bebê, que nem a dentição completa ainda possui. O sistema nervoso de um filhote deve ser preservado, pois a sua atuação só se dará por volta dos 18 meses. O inicio da agressividade e temperamento varia de filhote para filhote, independente de serem filhos dos mesmos pais. Muitas vezes terá de ser iniciado mais cedo o adestramento de um filhote (6 meses), que apresente excesso de atividade ou agressividade não controlável pelos donos que não possuam conhecimento adequado para o caso. Outros necessitarão, na mesma época, de outros tipos de estímulos para aumentar um índice de agressividade baixo. Outros filhotes, ainda imaturos, só mais tarde irão assimilar um correto adestramento (8 meses). Tudo isto poderá ser conseguido com as modernas técnicas de adestramento e adestrador com conhecimentos específicos da raça, com maior sucesso no caso do sistema nervoso do cão ser sadio. Não de deve confundir sistema nervoso com temperamento; são fatores distintos, mas que ao mesmo tempo funcionalmente se interligam.